Voltar > Os 5 maiores desafios da gestão de hotelaria

A gestão de hotelaria — ou gestão hoteleira — envolve atividades nem sempre fáceis de serem realizadas. Afinal de contas, um hotel é algo extremamente complexo e que sempre demanda constantes intervenções por parte de seus gestores: qualquer problema que não seja devidamente solucionado pode vir a comprometer tanta a rentabilidade quanto a imagem do empreendimento.

O volume de dados que são gerados na gestão de hotelaria é imenso. Todas essas informações devem ser armazenadas e devidamente analisadas para que, posteriormente, sirva de material para subsidiar o processo de tomada de decisões.

Ao longo desse artigo, abordamos alguns dos principais desafios relacionados ao tema e o que você pode fazer para superá-los. Boa leitura!

1. Manter a imagem positiva da marca

A qualidade dos serviços prestados no decorrer da gestão de hotelaria precisa ser elevada. É imprescindível evitar ao máximo que haja qualquer reclamação a respeito daquilo que o hotel ou a rede de hotéis apresenta em termos de “produtos” ou ainda no que se refere ao atendimento.

As fontes de reserva dos hotéis são as mais variadas. Elas vão desde as reservas feitas através do contato direto nos canais de atendimento (e-mail, site, telefone, etc.) até as reservas feitas a partir de agências de viagem ou ainda em sites especializados em viagens e passagens.

Quando se trata de reservas feitas por meio de algum intermediário, como agências e afins, estes dependem do apelo que a sua marca possui, ou seja, dá valor e peso da imagem de seu empreendimento hoteleiro para conseguir ser capaz de atrair pessoas.

Por conta disso, é imprescindível que sua companhia tenha uma imagem boa e positiva diante do público e jamais seja negativamente atingida. Conservar um elevado padrão de qualidade em um hotel ou rede de hotéis é um desafio grande.

2. Gerir de forma complexa

Um outro elemento que pode tranquilamente se transformar em um transtorno é com relação a gestão. Com isso, queremos dizer o gigantesco contingente de dados que precisam ser coletados, serem devidamente compilados e posteriormente passarem por uma apurada análise, que depois se refletirá na tomada de decisões e consequentemente em ações que serão executadas.

Além disso, há inúmeras variáveis que podem influenciar nesse fluxo de informações, tornando esse processo de gestão algo exaustivo.

Efetuar a gestão de hotelaria demanda habilidade e competência, tamanha é a sua complexidade. Mas todos esses desafios podem ser superados se você, em um trabalho conjunto com seus colaboradores, tomar as atitudes corretas.

Gerenciamento interno

Uma das coisas que podem ser feitas é empreender uma otimização do gerenciamento interno, cortando-se gastos desnecessários ou excessivos e eliminando os desperdícios em todos os setores do estabelecimento. Uma das maneiras de fazer isso é descartar as atividades que não agregam nenhum valor ao negócio e consome os recursos.

Nesse sentido, deve-se investir naquelas atividades que agregam valor e que são valorizadas pelos hóspedes, além também de levar-se em consideração aqueles procedimentos que não necessariamente agregam valor, mas que fazem a diferença no andamento frutífero dos negócios.

Outra ação que pode ser realizada é cuidar da formação de pessoal. É claro que empenhar-se em contratar bons funcionários é importante, mas deve-se lembrar que eles precisam se atualizar e adquirir mais conhecimentos e experiência para poder desempenhar melhor seus papéis.

tecnologia é outro item que se constitui em um forte aliado na gestão hoteleira. Investir na aquisição e implementação de diversas ferramentas digitais pode auxiliar na automatização e consequentemente na otimização de tarefas.

3. Contratar uma equipe de trabalho adequada

Administrar as atividades rotineiras de um hotel é uma missão árdua. Os proprietários ou os gestores/diretores tem de fazer uma supervisão constante em cima das operações essenciais e assegurar a manutenção do padrão de qualidade.

Todos os profissionais envolvidos nas mais distintas atividades desse empreendimento precisam ser devidamente qualificados e preparados para executarem suas funções com maestria e perícia.

É um verdadeiro desafio encontrar colaboradores que atendam às exigências de qualidade na prestação dos serviços, com uma elevada produtividade e também uma alta performance. Esses funcionários podem e deve incorporar os valores e princípios que norteiam a sua marca, fazendo assim com que ela se fortaleça.

4. Organizar as reservas

Por conta da vasta quantidade de fontes de reserva, seja em meios offline ou online, gerir as reservas no que toca ao check-in da mesma é algo incrivelmente trabalhoso e cansativo.

Conseguir captar essas reservar e fazer a sua devida organização, dispondo as informações de modo seguro e inteligente, não é simples, dado o volume de informações que foi gerado.

Efetuar o registro dos hóspedes, manter o inventário de quarto com as informações em dia, anotar os cancelamentos, atentar para os horários de check-in e check-out, enfim, tudo isso pode ser tremendamente problemático.

5. Ter acesso às informações em tempo real

A todo o momento somos alertados, por notícias, comentários em redes sociais e, até mesmo, obras acadêmicas, em relação ao fato de que estamos atravessando o período que convencionou-se chamar de “era digital”. Nesse novo contexto, é precisa lidar com as diversidades, com um fluxo intenso de atividades e uma velocidade impressionante em como tudo deve ser realizado.

É fundamental que, no caso da gestão hotelaria, você consiga receber de forma imediata, instantânea os dados necessários ou isso pode comprometer os seus lucros, ocasionando uma perda.

Captar os dados originados pelos diferentes departamentos de um hotel pode acabar sendo demorado às vezes e como o ritmo das atividades nesse ramo é intenso, as informações precisam de atualizações constantes, para que possam ser organizadas de forma correta.

Elevar o nível e a qualidade da gestão de hotelaria e assim ser capaz de superar todos os desafios que essa atividade requer a utilização de diferentes estratégias operacionais. A experiência do hóspede tem uma relevância expressiva, além ser igualmente importante fortalecer a sua marca e ter reconhecimento sobre os níveis de serviço que estão, graças à qualidade de sua gestão hoteleira, apropriadamente dentro do padrão esperado.

E aí, gostou do nosso artigo? Então compartilhe este post nas redes sociais e divulgue essas informações a todos os seus amigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.