Voltar > Indicadores financeiros: 8 métricas para acompanhar o crescimento do seu negócio!

Você sabia que os indicadores financeiros podem influenciar nas decisões estratégicas de uma empresa? Eles são ferramentas cruciais de análise sobre a gestão de um negócio e permitem um maior controle sobre as atividades.

Os dados ainda ajudam você a traçar caminhos diferenciados para obter mais lucratividade ou realizar investimentos. Quer saber quais indicadores são importantes para o seu negócio? Veja a seguir!

Por que escolher bons indicadores para acompanhar?

O monitoramento dos indicadores de desempenho permite que o gerente financeiro tenha conhecimento sobre os resultados da companhia e, assim, possa auxiliar os gestores na definição de estratégias para obter melhores resultados.

Os dados garantem um conhecimento sólido sobre a organização e facilitam o planejamento em médio e longo prazo. Os indicadores também contribuem para um conhecimento operacional do negócio.

Por exemplo: saber o valor que um cliente tem para a companhia, de acordo com o seu tempo de relacionamento, auxilia você a traçar novos caminhos para satisfazer os consumidores e aumentar os seus ganhos.

Além disso, conhecer os indicadores de desempenho da companhia ajuda você a escalar o negócio. Afinal, você poderá:

  • projetar o faturamento;
  • reduzir os custos;
  • verificar o retorno financeiro para investidores;
  • analisar as previsões de ganhos;
  • gerar relatórios;
  • tomar decisões estratégicas com base nos dados.

Logo, a escolha dos indicadores corretos vai ajudá-lo a fazer o negócio prosperar mais rápido.

Qual é a importância dos indicadores financeiros para o negócio?

Um gestor deve criar um histórico e acompanhar as métricas relacionadas às finanças da empresa, pois elas estão relacionadas à gestão estratégica. Assim, caso algum procedimento não esteja dando resultados, você poderá mudar o planejamento em tempo hábil.

Além do mais, esses dados contribuem para que você tenha uma visão ampla sobre a saúde financeira da companhia, seus pontos fortes e fracos. Consequentemente, será muito mais fácil investir em estratégias que trarão resultados positivos.

Contudo, não basta simplesmente criar planilhas no Excel para “ter os dados em mãos”. É preciso entender o processo de análise e cálculo de métricas. Conheça os principais indicadores financeiros a seguir:

1. Rentabilidade

Esse indicador apresenta qual foi o retorno financeiro a partir do capital investido. Com ele, você saberá se o negócio é viável e atrativo o suficiente para ser mantido.

Acompanhe o exemplo: dois sócios investiram em uma empresa. Juntos eles aplicaram, inicialmente, R$ 50 mil. Ao final do ano eles tiveram um faturamento de R$ 94 mil (e utilizaram a maior parte para pagar salários, despesas e impostos). O lucro líquido foi de R$ 35 mil.

A conta é simples: basta dividir o lucro líquido pelo investimento. Nesse caso equivale a 35.000/50.000 = 0,7 = 70% de rentabilidade.

2. Endividamento

Essa é a demonstração de dependência do negócio em relação ao dinheiro obtido por terceiros. Quando o endividamento é muito alto, isso pode apresentar riscos à continuidade da empresa.

Como calcular esses dados? Basta dividir o total de passivos pelos ativos e depois fazer a multiplicação por 100.

Passivo/AtivoX100 = porcentagem de endividamento

Se o índice for de 20%, por exemplo, indica que 80% das atividades são mantidas com o capital da empresa e apenas 20% são de terceiros. É muito importante verificar se nesse índice há empréstimos bancários, uma vez que eles costumam apresentar altas taxas de juros.

Geralmente, quanto menor o índice de recursos usados por parceiros, melhor será para a empresa.

3. Liquidez

A taxa de liquidez indica qual é o valor que a empresa vai receber em um curto espaço de tempo e sua comparação com o que será pago no mesmo período. Para saber esse índice, você deve dividir o ativo circulante pelo passivo circulante (Ativo/Passivo=liquidez).

Um bom indicador, geralmente, representa um valor acima de 1. Ele retrata que a companhia não vai ter problemas para pagar as obrigações naquele período. Se o valor for igual a 1 isso significa que todo o dinheiro disponível será utilizado para quitar as despesas, demonstrando que há baixo (ou nenhum) lucro no negócio.

4. Giro de caixa

Ele é muito importante para a companhia, uma vez que representa a capacidade de fazer girar o dinheiro e economizar recursos. A geração de caixa representa o valor guardado ao final do mês que poderá ser usado, no futuro, para investimentos ou pagamentos de contas em um momento de dificuldade.

5. EBITDA

A sigla significa “earning before interest, taxes, depreciation and amortization”. Logo, ela indica o lucro operacional da empresa antes de realizar os descontos de impostos, juros e amortizações. O índice representa a capacidade de gerar caixa nas operações ou pode indicar problemas financeiros na companhia.

6. Ticket médio

Ele representa a média de valor de venda de produtos ou prestação de serviços. Ao calcular esse índice, o gestor consegue criar um ponto de equilíbrio no negócio. O cálculo é simples:

Total de vendas/Nº de clientes que compraram= Ticket médio

Por exemplo: se sua empresa vendeu R$ 5.000,00 em um dia e atendeu 10 clientes, o ticket médio será de R$ 500,00.

7. Valor do cliente

O lifetime value (LTV) representa o valor de um cliente para o negócio. Ele indica qual é o faturamento que um consumidor leva para a empresa durante o seu tempo de relacionamento. Geralmente, ele é usado em companhias de tecnologia.

Um LTV baixo pode indicar que alguma estratégia precisa ser feita para manter o cliente mais tempo com a empresa. Muitas vezes, isso pode ser feito com a oferta de novos produtos ou serviços.

O cálculo do LTV é simples:

Valor do ticket médico X tempo de retenção de clientes = LTV

8. Lucratividade

Esse índice indica se as operações da companhia são eficientes, pois mostra a real capacidade dela se manter no mercado. O valor é obtido por meio de um percentual que apresenta o ganho em relação ao serviço ou produto que é vendido.

Por exemplo, se a sua companhia apresentou uma lucratividade de 8% isso indica que a cada R$ 100,00 vendidos, R$ 8,00 se transformam em lucro.

O cálculo desse indicador é bem simples:

Lucro Líquido/Receita Total X 100 = Índice de lucratividade

Enfim, esses são os principais indicadores financeiros que você precisa acompanhar com frequência. Gostou deste artigo? Aproveite para compartilhar esse conhecimento com outros colegas de profissão nas suas redes sociais!