Voltar > Descubra os principais fatores que interferem no valor do frete

Você sabia que o preço final dos produtos que consumimos tem ligação direta com o valor do frete incumbido no processo de distribuição? Considerando que a maior parte do transporte de cargas no Brasil é realizada por vias rodoviárias, existe uma série de aspectos relevantes que impactam a operação como um todo.

O peso, as dimensões e as características particulares da carga, as taxas, os prazos e até mesmo as condições das estradas pelas quais os veículos se locomovem durante todo o trajeto são apenas alguns do fatores que interferem nesse processo.

Quer saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura do conteúdo para conferir o que é considerado na hora de calcular o valor do frete!

Distância do trajeto

Certamente, o primeiro e mais decisivo fator que exerce influência sobre o custo de uma operação de frete é a distância que a carga percorrerá do seu ponto de partida até o seu destino final.

A distância serve como uma referência inicial para que as transportadoras façam todos os cálculos e considerem as variáveis potenciais do processo, as quais serão abordadas no decorrer do conteúdo.

Valor e quantidade de pedágios no trajeto

O fato das rodovias funcionarem sob o regime de concessão à iniciativa privada desde os anos 1990 é o principal motivo da existência dos pedágios distribuídos pelas estradas do país.

O valor cobrado pelos pedágios é destinado à manutenção e à segurança das rodovias. No caso das operações de transporte de cargas, esse valor é um dos fatores determinantes para o valor final cobrado pelas transportadoras.

Apesar do papel dos pedágios ser o de gerar melhorias nas estradas e proteger a integridade dos motoristas, seu custo é elevado e gera bastante polêmica no mercado de frotas.

Risco de perda das cargas

Acidentes e todo o tipo de infortúnios (roubos e furtos) aos quais as cargas estão sujeitas são fatores que as transportadoras consideram na hora de precificar o serviço de entrega de mercadorias.

Para garantir a segurança dos processos, é muito comum que as empresas de transportes já tenham convênios com seguradoras para cobrir as cargas ou que promovam transportes em comboios, aumentando a eficiência da segurança durante o trajeto.

Obviamente, esses são aspectos que também exercem influência no valor do frete. Afinal, mais vale ter um transporte protegido do que correr o risco de sofrer prejuízos altamente onerosos por causa de cargas roubadas, extraviadas ou danificadas.

Condições da via

Apesar do sistemático regime de cobrança de pedágios, que deveria garantir a qualidade e a segurança das rodovias de nosso país, todos sabemos que a realidade é um tanto contrastante com as expectativas.

As transportadoras detêm conhecimento a respeito das reais condições das estradas pelas quais seus veículos terão que transitar para realizar uma determinada operação de frete, e consideram uma série de fatores para chegar a um valor final no serviço.

Estima-se que mais de 60 mil quilômetros das estradas do Brasil se encontram em condições regulares, ruins ou péssimas. Sem dúvidas, isso interfere diretamente no índice de manutenções de frota e nos prazos de entrega das mercadorias.

Peso e dimensões da carga

As características particulares de cada carga são variáveis importantes e interferem diretamente no valor do frete. Para se ter uma ideia, em geral é realizada uma comparação entre peso bruto e peso cubado (multiplicação das dimensões por determinados fatores), utilizando o maior deles como base para o cálculo.

De forma simplificada, o que queremos dizer é que se a área ocupada no veículo for, de modo proporcional, superior ao peso do produto, ela será a base do cálculo de custo do frete.

O intuito é fazer uma cobrança justa, já que, mesmo que a carga seja leve, se for volumosa, poderá ocupar mais espaço do veículo e impedir que outros itens sejam incluídos na mesma operação.

Características da carga

Quando a carga a ser transportada conta com características especiais e que exigem uma tratativa diferenciada no processo de transporte, certamente o valor do frete tende a ser mais alto.

Por exemplo, cargas frágeis necessitam de um reforço na hora de serem embaladas, além de exigirem dispositivos de segurança no próprio veículo. São mercadorias perecíveis, que precisam ser transportadas de maneira mais rápida ou por meio de um veículo específico (flores, cargas vivas, medicamentos, alimentos etc).

Podem, ainda, ser cargas altamente visadas por criminosos, que exigem segurança reforçada, comboios ou equipamentos tecnológicos de monitoramento.

Cada variável é adicionada ao custo final do serviço prestado pelas transportadoras.

Taxas específicas

Conheça agora cada uma dessas taxas:

  • taxa de gerenciamento de risco (GRIS): é cobrada para cobrir custos pertinentes à prevenção de riscos e no combate contra furtos ou roubos das cargas;
  • ad valorem: taxa que as transportadoras cobram para garantir a segurança dos itens transportados quando não estão em trânsito;
  • taxa de restrição de trânsito (TRT): valores adicionais cobrados pelas transportadoras por conta da circulação de veículos pesados em horários de circulação ou atividades de carga e descarga;
  • frete excedente: cobrança adicional quando o valor da carga ou seu peso excede ao que foi preestabelecido na tabela acordada com a prestadora de serviços de frete;
  • taxa de coleta e entrega: a depender da localização e distância entre a transportadora e o contratante, pode existir um custo adicional para cobrir as despesas de deslocamento para a retirada no centro de distribuição e envio ao destino final.

Dificuldades nas operações de fretes

Por fim, vale destacar que as mais variadas dificuldades encontradas nas operações de frete acabam impactando o preço final dos serviços de transporte de cargas. Dentre elas, podemos citar:

  • trocas não programadas;
  • atrasos nas coletas de entregas;
  • aumento no preço de pedágios;
  • insegurança nas rodovias (risco de roubos, furtos e acidentes por conta das condições das estradas);
  • falta de planejamento estratégico do trajeto.

Lembrando que esses aspectos podem ser minimizados ou até eliminadas de todo processo quando uma transportadora de confiança e credibilidade no mercado é contratada para fazer suas entregas. Isso evita que ocorram surpresas negativas na hora de definir o valor do frete.

Agora que você já conhece os principais fatores que influenciam o valor do frete, curta a nossa página no Facebook para acompanhar todos os posts semanais e ficar por dentro de todas as novidades!